Sera que um dia tudo vai voltar a ser como antes?
Because, I love you
Here Ask me? Facebook LDU Want? Bye Bye
A vida é minha e eu assisto quantas séries eu quiser.

certos-pensamentos:

image

homerjr:

E PRECISA ME CEGAR PRA DIZER ISSO?

image

Ninguém sai, e ninguém entra mais. Caralho, estou tão machucado.
Coração. (via enoitecer)
A vida vai passar por mim , se eu não abrir meus olhos.
Avicii.  (via thiagopolycarpo)
Em cada peso que você coloca o amor, ele se torna mais leve.
Renascendo. (via justhiss)
Um dia eu acordei, mesmo quando eu não sabia acordar. Um dia eu dancei com as luzes, eu senti o gosto amargo dos sons na minha boca suja de sangue, eu vi máscaras quando eu não sabia criar metáforas e amigos com elas, eu sorri enquanto chorava por não saber diferenciar o que é dor e o que é vida, e até hoje confesso que tenho medo de ter me confundido pra sempre. Um dia eu vim ao mundo e o mundo me veio meio batido, meio fim de feira… Mas só tinha ele e só tinha eu. E era uma existência não espontânea, receita caseira, uma reação em cadeia que ocasionou em milhares de prótons, centenas de milhares e mais alguns milhões de átomos, tudo misturado feito carne moída em açougue, a eletricidade dos meus neurônios em festa… E foi então que eu chorei. Um dia, deitado no primeiro colo que me rejeitou, aprendi o que é perder a paz sem ter consciência suficiente pra conseguir apreciá-la, e agradecer. Eu tenho o cansaço enfiado dentro das minhas entranhas e inaugurei o pacote de desistência quando meus pulmões se acostumaram com o oxigênio desse mundo com cheiro de morte, exatamente no momento em que o resto da humanidade soube que eu estava vivo. O espelho ri da minha palidez e eu rio do meu futuro, por desconfiar que meus pés vazios repousam no cansaço. Que minhas retinas ficam mais ultrapassadas a cada dia que passa e eu me vejo passando, enferrujado, pelos riachos de uma imensidão descontrolada que é controlada pelo meu limite mental. O aquário é o oceano pra quem nunca saiu de lá. E o oceano vira um aquário pros peixes que não se contentam com o reflexo da Lua. E talvez o meu reflexo seja a felicidade primitiva e criativa. Aliás, se eu tivesse o poder de criar um mundo, eu não criaria. Eu me limitaria em deixar a barba crescer e viveria afastado nas montanhas utópicas, frágeis como as verdadeiras nuvens, aquelas livres dessa física humana e mortal. O tempo é, em suma, uma perda de tempo. E, principalmente, uma perda de sanidade. Eu seria o Criador daqueles que não nasceram, e eles me seriam gratos. Mas eu seria o Diabo daqueles que não morreram e estão no fundo do poço. No fundo do poço da minha mente, daquele buraco de onde eu nunca deveria ter saído, e não sei se um dia voltarei a entrar. Tirando por mim, o Universo é um desencargo de consciência e uma limpeza de espaço. As paredes do útero se desprenderam e um dia eu existi, quando eu não sabia existir. Nós, seres humanos, só não nascemos aprendendo a falar porque, se por falha da sobrevivência, nós pudéssemos, diríamos então: “mamãe, por que?” E o silêncio seria abortado. A mordaça seria retirada. E choraríamos, finalmente, pelo simples prazer de chorar.
— Cinzentos. (via poetadoalem)
Quando eu não quero sair:

certos-pensamentos:

(   ) Eu explico que não to afim.

image

( X ) “Minha mãe não deixou”

image

Tantos poetas calados, tantos imbecis falando.
renascendo   (via r3-inventando)
E me pergunto quantos corações aquele sorriso já partiu.
A culpa é mesmo das estrelas? (via conspirante)

FS ©